Bom, primeiramente  vou me apresentar, esse é meu primeiro post no blog e eu me chamo Beatriz Shepherd. Vim com o maior prazer a pedido de minha grande amiga Grícia Ellen Mendes colaborar para esse projeto incrível! Pois bem, nada melhor para uma estréia do que uma das maiores e melhores franquias do cinema para começar com o pé direito meu inicio no blog.

   Todo mundo já ouviu falar em Star Wars (ou como inicialmente foi chamado no Brasil Guerra nas Estrelas - 1977), ou ao menos sabe quem é o tão poderoso Lorde Vader e sua música The Imperial March (tan tan tan tantan tantan), ou quem sabe aquela famosa frase:  "Luke, eu sou seu pai!". Enfim, se você não sabe nada sobre Star Wars, veio ao lugar certo, pois eu vou situa-los um pouco no mundo dessa  incrível franquia. Primeiramente vamos começar do começo (é óbvio!), tudo começou quando George Lucas (que também dirigiu o primeiro filme) cria um roteiro sobre uma ficção influenciada por inúmeros outros filmes, mas que anos mais tarde seria conhecido por sua originalidade e que seria um divisor de águas.


"A long time ago in a galaxy far, far away..."


   O universo de Star Wars tem seis filmes, três lançados em meados do final dos anos 70 e inicio dos 80, conhecidos como trilogia clássica. E três lançados no inicio dos anos 2000, que são conhecidos como trilogia prequel. A trilogia clássica conta com os episódios IV, V e VI que conta a trajetória de Luke, Leia e Han e os rebeldes contra o Império e o temido Darth Vader. Já a trilogia prequel conta com os episódios I, II e III, que se passa anos antes dos episódios da trilogia clássica e que conta a trajetória de Anakin e como ele entrou para o lado negro da força e se tornou Darth Vader. Ano que vem, em 2015 teremos mais um episódio, o episódio VII que se passará trinta anos depois do que aconteceu no final do episódio VI. Mas, até que esse dia glorioso chegue, eu vou aqui no blog resenhar toda a franquia, começando pela ordem cronológica (de lançamento) com Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança.

   O filme começa com o Império atacando a nave da Princesa Leia, há uma grande tiroteio entre os guardas da princesa e os famosos strompers e no meio dessa luta há dois robôs, o dróide astromêcanico R2-D2 e dróide de protocolo C3-PO. Por um breve momento, temos um vislumbre do famoso Darth Vader com sua marcha imperial antes do filmes voltar a atenção aos dróides de novo com C3-PO atrás de R2-D2 que está com Princesa Leia sem sabermos ao certo o que se passa. Por fim, a nave é finalmente tomada pelo Império e R2-D2 leva C3-PO a um compartimento e diz que ter planos secretos, por fim os dois são lançados espaço à fora. Mais a frente vemos que os dois foram enviados ao planeta desértico Tatooine, onde são capturados e vendidos a um morador local, o tio de Luke Skywalker. 



   Durantes alguns ajustes nos dróides, Luke encontra uma mensagem em R2-D2 destinada Obi-Wan Kenobi de uma mulher muito bonita, por quem fica encantado. Luke diz não conhecer nenhum Obi-Wan Kenobi, apenas um velho chamado Ben Kenobi, então Luke, junto de R2-D2 e C3-PO vai ao encontro de Ben para perguntar quem é Obi-Wan Kenobi e se ele o conhece. Então descobrimos que Obi-Wan é na verdade Ben e que a mulher da mensagem é Princesa Leia e que está pedindo ajuda de Obi-Wan para que ele leve a unidade R2-D2 que está gravada em sua memória  instruções vitais para ajudar a aliança rebelde a derrubar o império, até o pai de Leia no planeta Alderan.



   A partir daí temos inúmeras situações que acabam levando Luke a se juntar a Ben em sua viagem à Alderan, mas essa missão não é nada fácil, pois o Império está atrás do compartimento que foi ejetado da nave da Princesa Leia e então eles precisam fugir imediatamente, então contratam um piloto mercenário chamado Han Solo (My love <3) e seu companheiro Chewbacca, um Wookie para levá-los a bordo da incrível (e semi-nova haha) Millenium Falcon.


   Agora apresentado o enredo, vamos a minha opinião:

   Eu decidi assistir a Star Wars depois de muito ver Mia Thermopolis (Exatamente, a princesa de Genóvia) comentando em seus diários sobre o quão legal era Star Wars, em especial no livro quatro A Princesa à Espera quando Mia e Michael vão fazer uma sessão de cinema em casa para assistir ao primeiro Star Wars e durante o livro todo ela fala bastante sobre esse filme. Fui com um pé atrás assistir, pois achava que era só um bando de homens no meio de extraterrestres (ó as ideias) lutando com espadas fluorescentes e uma princesa com dois coques que - SPOILER, passe o mouse se quiser ler - beija o irmão. Mas, quando eu terminei o filme eu fiquei assim: Como eu não tinha assistido esse filme antes? Sério, gente. Star Wars tem de tudo, romance, comédia, drama, problemas familiares (e como!) e tudo isso entre uma Guerra Civil galática. 

   O que mais me chamou atenção em Star Wars foi a criação do universo e toda a cultura, crenças e etc envolvidas nele. Como por exemplo os Jedi, que são guardiões que dominam o lado "luminoso" da força, que lutando contras os Sith, que são o contrário dos Jedi, dominando o ladro "negro" da força e protegendo o universo.  Também há os seres dos planetas, como por exemplo o próprio Chew, melhor amigo de Han Solo, Chewie é um Wookie, como já dito acima, ele é uma criatura grande e cheia de pêlos vindo do planeta Kashyyyk:


   Também temos Jabba The Hutt, um gângster alienígena corpulento em forma de lesma nascido no planeta Nal Hutta e a quem Han Solo tem uma divida imensa:



   Há também toda a história de naves, viagens na velocidade da luz e principalmente... As lutas de sabre de luz! Fala sério, aquela arma é o sonho de consumo de qualquer  ser humano! Mas, vamos deixar isso para o post sobre o próximo filme, onde iremos aprofundar mais esse universo.

   Agora avaliando todo filme é uma história bem completa, feita com vários elementos e na medida certa, temos o herói representado por Luke, a mocinha representada pela Princesa Leia, o melhor amigo do herói representado por Han e o vilão - que em minha humilde opinião, um dos melhores do cinema - Darth Vader. Temos bastante cenas engraçadas, protagonizadas principalmente por Han Solo, que é o tipo gato cafajeste, temos também uma presença feminina firme com a Princesa Leia, que de "princesinha" só tem o título, pois participa da ação tanto quanto qualquer personagem masculino principal.  Nesse primeiro filme não houve nada que eu desgostasse, tudo estava muito bem colocado e ao final, eu só queria correr para assistir a continuação.

Avaliação: 
☆☆☆☆☆

Cinco estrelas à George Lucas e sua perspicácia. 





P.S. E se lembrem, Han Solo atirou primeiro ;)


Deixe um comentário