Olá, pessoas!


Hoje vim trazer pra vocês os livros que terminei em março. Como já tinha dito anteriormente, meu ritmo de leitura está indo de vento em popa, e consequentemente, tenho lido muitos livros.
Bem, o mês já começou bem, porque recebi umas coisinhas da Novo Conceito. Março foi um mês de clássicos, contemporâneos, Young Adults e New Adults.

Aqui vai a lista dos livros que li com o exemplar físico:

Na Própria Carne - Gillian Flynn; 

A Reunião - Simone van der Vlugt; 

Psicose - Robert Bloch;
Fahrenheit 451 - Ray Bradbury;

Levada ao Entardecer - Os Sobrenaturais - Acampamento Shadow Falls #3 - C. C. Hunter;
Laranja Mecânica - Anthony Burgess;
Eclipse - Saga Crepúsculo #4 - Stephenie Meyer;
A Abadia de Northanger - Jane Austen.


E não pensem que ia esquecendo dos livros digitais que li em pdf. Não foram muitos, porque ainda não peguei o hábito de ler online, mas já é um começo!

Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven;
Carmilla - Sheridan Le Fanu.


No mais o que posso falar do mês de Março para vocês é que foi bastante produtivo. A Abadia de Northanger ainda não foi concluída, mas só faltam dois capítulos para terminá-lo, e como estamos na primeira semana de Abril, tecnicamente, este livro entra automaticamente nas Leituras de Março de qualquer jeito.
Li livros que gostei muito e só algumas exceções me desanimaram. Ainda estou concluindo

Vou deixar aqui abaixo as sinopses de todos os livros que li durante o mês de Março, caso vocês se interessem. E me digam aí embaixo quais foram suas leituras desse mês passado e quais deles foi a que mais gostou. Vou adorar saber!

Na Própria Carne - Gillian Flynn

Sinopse: Crítica de TV da Entertainment Weekly, Gillian Flynn surpreende em sua estréia na literatura, no título Na própria carne, um romance policial com nuanças psicológicas recebido com entusiasmo pelo público e pela crítica dos EUA que prende o leitor do início ao fim. Na trama, a jornalista Camille Preaker é designada para cobrir o assassinato de duas pré-adolescentes na pequena cidade onde cresceu, e acaba reencontrando, após anos distante, a mãe neurótica e a meia-irmã que mal conhece. As poucas pistas da polícia a empurram para uma investigação paralela sobre a ação do suposto serial killer, que avança sobre os mistérios de Wind Gap, revelando segredos terríveis sobre a cidade, sua família e sobre sua vida.

A Reunião - Simone van der Vlugt

Sinopse:  Sabine é uma jovem que enfrenta problemas psicológicos. Recuperada de uma depressão, ela tenta voltar à vida normal, até um anúncio atingir o centro de sua reticente memória. O convite para uma reunião em sua antiga escola faz com que ela relembre o desaparecimento de Isabel, sua amiga de infância. O sumiço, assim como o motivo, ainda permanece um mistério. Agora, determinada a recuperar as lembranças e a desvendar o que aconteceu, Sabine deve se livrar dos redemoinhos de sua memória e se confrontar com uma lista de suspeitos que não para de crescer, e que envolve até mesmo as pessoas mais próximas.

Psicose - Robert Bloch

Sinopse: Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas.O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964. São, portanto, quase 50 anos sem uma edição no país, sem que a maioria das novas gerações pudesse ler a obra original que Hitchcock adaptou para o cinema em 1960. A DarkSide orgulhosamente tem o prazer de reparar este lapso, em julho de 2013, com o lançamento de Psicose em versões brochura (classic edition) e capa dura, limited edition que incluirá um caderno especial com imagens do clássico de Hitchcock.
Uma história curiosa envolvendo o livro é que Alfred Hitchcock adquiriu anonimamente os direitos de Psycho e depois comprou todas as cópias do livro disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente, ele conseguisse manter a surpresa do final da obra.
Em Psicose, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, junto com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bates, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.

Fahrenheit 451 - Ray Bradbury

Sinopse: Escrito após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1953, Fahrenheit 451, de Ray Bradubury, revolucionou a literatura com um texto que condena não só a opressão anti-intelectual nazista, mas principalmente o cenário dos anos 1950, revelando sua apreensão numa sociedade opressiva e comandada pelo autoritarismo do mundo pós-guerra. Agora, o título de Bradbury, que morreu recentemente, em 6 de junho de 2012, ganhou nova edição pela Biblioteca Azul, selo de alta literatura e clássicos da Globo Livros, e atualização para a nova ortografia. A singularidade da obra de Bradbury, se comparada a outras distopias, como Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, ou 1984, de George Orwell, é perceber uma forma muito mais sutil de totalitarismo, uma que não se liga somente aos regimes que tomaram conta da Europa em meados do século passado. Trata-se da “indústria cultural, a sociedade de consumo e seu corolário ético – a moral do senso comum”, segundo as palavras do jornalista Manuel da Costa Pinto, que assina o prefácio da obra. Graças a esta percepção, Fahrenheit 451 continua uma narrativa atual, alvo de estudos e reflexões constantes. O livro descreve um governo totalitário, num futuro incerto, mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TVs instalados em suas casas ou em praças ao ar livre. A leitura deixou de ser meio para aquisição de conhecimento crítico e tornou-se tão instrumental quanto a vida dos cidadãos, suficiente apenas para que saibam ler manuais e operar aparelhos. Fahrenheit 451 tornou-se um clássico não só na literatura, mas também no cinema. Em 1966, o diretor François Truffaut adaptou o livro e lançou o filme de mesmo nome estrelado por Oskar Werner e Julie Christie.

Levada ao Entardecer - Os Sobrenaturais - Saga Acampamento Shadow Falls #3 - C.C. Hunter

Sinopse: Neste terceiro livro da saga Acampamento Shadow Falls, Kylie quer saber a verdade por pior que ela seja! A verdade sobre quem é a sua verdadeira família, a verdade sobre os seus poderes sobrenaturais e a verdade sobre o que ela sente com relação a Lucas e Derek. E pra completar, um fantasma vive atrás dela com um aviso terrível: “Alguém vive e alguém morre”. Enquanto Kylie tenta desvendar o mistério e proteger aqueles a quem ama, finalmente descobre o segredo da sua identidade sobrenatural. E a verdade é bem diferente e muito mais inesperada do que ela jamais imaginou!

Laranja Mecânica - Anthony Burgess

Sinopse: Publicado pela primeira vez em 1962, e imortalizado 9 anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século 20. Meio século depois, a perturbadora história de Alex – membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social – continua fascinando, e desconcertando, leitores mundo afora.

Eclipse - Saga Crepúsculo #4 - Stephenie Meyer

Sinopse: Enquanto Seattle, é assolada por uma sequência de assassinatos misteriosos e uma vampira maligna continua em sua busca por vingança, Bella, está cercada de perigos outra vez. Em meio a isso, ela é forçada a escolher entre seu amor por Edward e sua amizade com Jacob - sabendo que essa decisão tem o potencial para reacender o conflito perene entre vampiros e lobisomens. Com a proximidade da formatura, Bella, tem mais uma decisão a tomar: vida ou morte. Mas o que representará cada uma dessas escolhas?

A Abadia de Northanger - Jane Austen

Sinopse: Escrito quando Jane Austen era muito jovem e publicado postumamente em 1818, 'A Abadia de Northanger' é uma comédia satírica que aborda questões humanas de maneira, tendo como pano de fundo a cidade de Bath. O enredo gira em torno de Catherine Morland, que deixa a traquila e por vezes tediosa vida na zona rural da Inglaterra para passar uma temporada na agitada e sofisticada Bath do final do século XVIII. Catherine é uma jovem ingênua, cheia de energia e leitora voraz dos romances góticos. O livro faz uma espécie de paródia a esses romances, especialmente os escritos por Ann Radcliffe. 

Carmilla - Sheridan Le Fanu

Sinopse: Carmilla (1872) exerceu papel chave na elaboração de Drácula (1897), sendo considerada a obra que forneceu a Bram Stoker a ideia e a inspiração para escrever seu romance. Contribuiu com vários elementos que se tornaram convenções da literatura vampírica e ajudou a cristalizar o caráter erótico associado ao vampiro, tão explorado depois da publicação desta novela.
Alicerçada na tradição folclórica do leste europeu e nas primeiras produções literárias sobre o tema, 'Carmilla' foi uma novela gótica populares no século XIX e, desde a filmagem, em 1932, de O Vampiro, de Carl Th. Dreyer, vem sendo objeto frequente de adaptações para o cinema.
Relato que haveria de formar o arquétipo do vampiro feminino na literatura universal, l, 'Carmilla', publicado pela primeira vez na revista The Dark Blue em 1871, é sem dúvida a obra mais famosa do irlandês Joseph Sheridan Le Fanu (1814-1873).
Além do desenho que este definiu à seu personagem central, fazem do mesmo uma peça maestral do nervo da ação, o vigor dos persoganes e o inquietante clima crepuscular, quase sempre à cavalo entre o dia e a notie, entre sonho e vigília, que imprega totalmente a obra.

Beijos!
E até a próxima. ;)


Deixe um comentário